sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

IMPEACHMENT: O dia "D" de Dilma e o PT

IMPEACHMENT: O DIA "D" DE DILMA E O PT


Como era esperado, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha aceitou o pedido de “Impeachment” da presidente Dilma Rousseff com graves acusações de improbidade administrativa, desvio de conduta, abuso de poder. Nesta semana será criada a comissão especial de 65 deputados que, de fato avaliarão os critérios de admissibilidade para posterior votação em plenário. O que mais chama a atenção a esta altura dos acontecimentos, é o comportamento cínico, dissimulado, falso dos petistas que hoje atacam a oposição e satanizam Cunha alegando que o processo é um golpe, não tem fundamentos, etc. Pior – São os mesmos petistas que há anos passados quando era oposição, infernizaram a vida de Fernando Collor, Itamar Franco e Fernando Henrique Cardoso com ruidosas manifestações públicas contra esses governos igualmente eleitos democraticamente, com suspeitos pedidos de impedimento. Lula, Zé Dirceu, Jaques Wagner e tantos outros petistas históricos, até mesmo Genoíno e a “imaculada” Marina Silva, lideraram movimentos para derrubar os governos desses ex-presidentes. Os slogans “Fora Collor” e “Fora FHC”, enfeitavam muros, ruas e praças. E, naquele momento, para os petistas não foram golpes. Por que agora acham golpismo?!

Dilma se defende alegando que querem derrubá-la depois de ter ganhado democraticamente uma eleição. Foi mesmo?! Dilma Rousseff e o PT, praticaram o maior estelionato eleitoral deste país desviando bilhões, mentindo, enganando, ludibriando, ocultando e distorcendo dados oficiais de órgãos públicos como o IBGE, IPEA. A então candidata petista mentiu ao eleitor induzindo-o ao erro, prometendo um mar de rosas com seus programas “Pronatec”,   “Prouni”, “Fies”, como se fossem a salvação econômica de todo estudante e desempregado. Foi uma campanha desproporcional. O PT montou verdadeiras centrais de boatos e empresas especializadas em lançar falsas notícias, desconstruir biografias dos opositores. Blogueiros foram pagos para espalharem, disseminarem nas redes sociais, mentiras e falsas notícias. Dilma praticou as tais “pedaladas” sendo até condenada pelo TCU. Para ver aprovados seus projetos e conseguir uma base de sustentação no parlamento, a presidente distribuiu fartos bilhões, ministérios, cargos e privilégios, comprando a consciência e o caráter  (sic) de políticos corruptos.

Dilma e o PT apenas não contavam com um acidente de percurso chamado Eduardo Cunha. Ambicioso, desonesto, dissimulado igualzinho ao PT de quem era irmão-siamês, Cunha decidiu bater de frente com o Planalto e desde o início deste ano, impôs pesadas e desastrosas derrotas ao governo. As relações Cunha-Dilma se deterioraram, chantagens, acusações, provocações de ambos os lados, paralisaram literalmente o país, com sérios reveses à economia, à produção, ao comércio. Deu no que deu. Agora, travestidos de hipócritas, petistas atacam Cunha. Mas, e se ele tivesse atendido aos inconfessáveis interesses do PT?! Seria agora santificado?! Cunha é o cara errado, no lugar certo, fazendo a coisa certa no momento errado. Se existe um criminoso, um bandido nesse filme sem mocinhos, é a própria presidente Dilma que alimentou desde o início esta relação incestuosa entre criminosos. Agora, a crise chegou ao auge com a prisão do senador petista Delcídio Amaral, jogado aos leões e abandonado pelo PT.

Desde o escândalo do “Mensalão”, o PT tomou o caminho errado ao proteger, defender bandidos, defender condenados presos por corrupção. O PT endeusou, santificou verdadeiros demônios. O partido fez ver aos seus milhares de militontos que era preciso apoiar esses criminosos, idolatrados. Campanhas foram feitas para se arrecadar milhões destinados ao pagamento das multas impostas pelo judiciário. Aqui mesmo em Araçatuba, teve petista fanático que tirou da própria boca, depositou R$ 200,00 e teve a hipócrita coragem de postar nas redes sociais seu famigerado gesto. Quando, se o PT fosse um partido correto, honesto, coerente e defendesse a bandeira da ética e da decência na política devia ter expulsado, punido esses criminosos. O resultado está aí. O PT agoniza faz água, certamente será abandonado pelos oportunistas do PMDB e  terá que enfrentar o julgamento da história que é implacável, austero e não perdoa erros como estes praticados pelos petistas. Muitos desses estão fugindo, abandonando a canoa furada, migrando para a tal Rede de Sustentabilidade do PT, linha-auxiliar que Marina Silva criou para dar guarida aos petistas nesta triste diáspora. 




2 comentários: